Boas práticas para potencializar suas vendas na Black Friday 2020

0
22

A Black Friday tem origem nos Estados Unidos, na década de 1960 e hoje já se tornou parte do calendário do consumidor brasileiro e continua crescendo a cada ano. Novembro, então, se tornou um dos meses mais esperados do ano pelos consumidores e, consequentemente, o mês para o qual os empreendedores do varejo mais devem se preparar. Um planejamento adequado é crucial para ter sucesso no evento anual.

Existem empreendedores desanimados por conta da pandemia, mas saiba que de acordo com a Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado, entre os meses de abril e junho (período de maior isolamento social), cerca de 5,7 milhões de pessoas fizeram sua primeira compra pela internet. De acordo com especialistas, o crescimento no setor foi de 45% ao mês. Ou seja: a pandemia não é motivo para desânimo. Além disso, as compras online tiveram um crescimento expressivo na Black Friday de 2019, em relação a 2018. A Ebit-Nielsen, empresa de mensuração e análise de dados do comércio online, estima que o aumento foi de 23,6%.

Invista em divulgação nas mídias sociais

Se antes da pandemia a internet já estava se tornando cada vez mais importante para o comércio varejista, com o isolamento social ela se tornou crucial. De acordo com o relatório Digital 2020: Brazil, divulgado pela We Are Social junto à Hootsuite, o tempo médio de uso de internet pelos brasileiros é de 9h17, então se você quer ter sucesso e faturar nessa Black Friday, invista em divulgação online. Existem diversas opções de divulgação na internet e uma forma que vem se mostrando cada vez mais eficaz é por meio das redes sociais. Ainda de acordo com o relatório Digital 2020: Brazil, o número de usuários nas redes sociais cresceu 8.2% entre abril de 2019 e janeiro de 2020, levando o total de usuários ativos a 140 milhões, equivalente a 66% da população brasileira. As mídias sociais mais utilizadas são, respectivamente, Youtube, Facebook, WhatsApp e Instagram e a porcentagem de pessoas entre 16 e 64 anos que fizeram pesquisas de produtos e serviços online é de 89%, sendo que 70% finalizaram a compra. Depois de ter acesso a todos estes dados, impossível que não esteja convencido sobre a importância do investimento no setor.

Defina o público-alvo

O primeiro passo para decidir em qual ou quais mídias divulgar é definir o seu público-alvo e entender quais as mídias ele mais usa, pois por mais que o objetivo da divulgação seja atingir um público cada vez maior, você deve direcionar a divulgação para o público que já consome o seu produto, pois o índice de compra nesse caso é maior. 

Fique atento ao estoque e à logística

Assim como para as vendas físicas, a preparação para a Black Friday focada no ecommerce precisa ser cautelosa. Já imaginou se preocupar apenas com a divulgação e não se atentar a montar uma equipe adequada para dar conta de todas as etapas que envolvem a venda online? Ou perder vendas pois não tem estoque suficiente de produtos? Então faça pesquisas, estude o seu cliente e trace o melhor plano para o seu negócio, para que ao invés de ganhar, você não acabe perdendo a oportunidade de lucrar com a Black Friday.

Invista no atendimento e vendas pelo WhatsApp

Muitos usuários de internet não têm muito domínio das plataformas digitais, o que fez com que o WhatsApp se tornasse uma ferramenta de venda importante durante a pandemia. Diversas lojas de grandes redes investiram na ferramenta, o que ocasionou uma aproximação com o cliente, pois além da facilidade, o atendimento é personalizado, uma vez que existe uma troca de informações, deixando de lado a impessoalidade dos sites de compras.

Facilite as formas de pagamento

Quantos mais opções de pagamentos houver, mais chances de as vendas serem concretizadas. Fique atento às novas formas de pagamento disponíveis no mercado, como através de link ou QR code. A StartPay é uma plataforma de serviços financeiros completa e oferece soluções em pagamento online para ajudar o seu negócio, saiba mais sobre formas de pagamento online e suas vantagens.

Baixe o app da Start Pay pela App Store ou Google Play e confira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui