Pagamento mobile: por que oferecer aos clientes?

Imagina a cena: você finalmente acha o produto que tanto procurou, mas a loja só aceitava dinheiro e você só tinha cartão de crédito. E essa: você encontra o profissional que presta aquele serviço super específico que tanto precisa, mas na hora de fechar o negócio, percebe que a carteira ficou em cima da mesa de casa. Situações como essas acontecem com bastante gente. E, se acontecem com você, podem acontecer também com seu cliente. Já pensou, então, em oferecer pagamento mobile?

0
86

Imagina a cena: você finalmente acha o produto que tanto procurou, mas a loja só aceitava dinheiro e você só tinha cartão de crédito. E essa: você encontra o profissional que presta aquele serviço super específico que tanto precisa, mas na hora de fechar o negócio, percebe que a carteira ficou em cima da mesa de casa. Situações como essas acontecem com bastante gente. E, se acontecem com você, podem acontecer também com seu cliente. Já pensou, então, em oferecer pagamento mobile?

Realizado por meio do smartphone, esse tipo de pagamento atende a um novo perfil de consumidor, cada vez mais exigente e conectado. Junto de soluções como os pagamentos instantâneos, a biometria e as carteiras digitais, o pagamento mobile é apontado por especialistas como uma das tendências do comércio varejista para este ano. E público para isso é o que não falta.

De acordo com o Digital 2020: Brasil, do Data Reportal, em janeiro deste ano havia 205,8 milhões de celulares no país, o equivalente a 97% da população nacional. Segundo o mesmo estudo, o Brasil tinha 150,4 milhões de usuários de internet em janeiro, um aumento de 6% em relação ao mesmo período de 2019. A pesquisa apontou, ainda, que 66% da população brasileira, cerca de 140 milhões de pessoas, está presente e ativa nas redes sociais.

Além dos dados que comprovam a força da internet e das conexões móveis no Brasil, há outro ponto importante a se considerar: os desbancarizados. Um levantamento feito em 2019 pelo Instituto Locomotiva mostrou que o país tinha aproximadamente 45 milhões de pessoas sem conta em banco. Na pesquisa, 29% dos entrevistados disseram não movimentar uma conta bancária há mais de seis meses ou não ter relação com bancos por opção, mas ainda assim essa fatia da população é responsável por movimentar cerca de R$ 817 bilhões na economia anualmente.

Reflexos da pandemia

A pandemia de COVID-19, que colocou grande parte da população brasileira dentro de casa e fechou por cerca de dois meses o comércio não essencial, teve reflexos bastante negativos em alguns setores da economia, mas fez surgir oportunidades em tantos outros. Com as lojas físicas fechadas e a recomendação de ficar o máximo possível em casa para frear a propagação do vírus, muita gente recorreu às compras online, especialmente às feitas por aplicativos.

Os apps financeiros também ganharam a atenção de muita gente nesse cenário. Um relatório da Liftoff, em parceria com o App Annie, mostrou que o volume de acessos a aplicativos financeiros teve um acréscimo de 35% durante a pandemia do novo coronavírus no Brasil, que já é o terceiro no ranking de acessos a esse tipo de app. Estamos atrás apenas da China e Índia.

Segundo o mesmo levantamento, em 2019, no mundo inteiro, as pessoas acessaram aplicativos financeiros 1 trilhão de vezes, o dobro de 2017. Ainda em 2019, os apps de fintechs tiveram incremento mundial de 20% na base de usuários ativos mensais, enquanto os aplicativos de bancos tradicionais cresceram 15%.

E que vantagens levamos?

O pagamento mobile é uma opção bastante vantajosa, tanto para quem compra quanto para quem vende. Além de ser prático, rápido e muito seguro, essa modalidade facilita muito a vida do cliente ao oferecer uma série de outros benefícios, como:

  • O consumidor não precisar sair de casa, evitando deslocamentos, perda de tempo no trânsito e na busca por uma vaga para estacionar e gastos com combustível ou passagem;
  • Poupar-se de deslocamentos tendo que carregar dinheiro ou cartões;
  • Escapar de filas e aglomerações, o que, em tempos de pandemia, é mais do que recomendado;
  • Economizar tempo;
  • Dependendo do aplicativo usado, a pessoa não precisar ter conta em banco e ainda pode fazer saques em casas lotéricas;
  • O pagamento poder ser feito a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana;
  • Evitar estresse;
  • Proporcionar uma experiência diferenciada e personalizada.

Para as empresas que disponibilizam o pagamento mobile, um dos resultados mais observados é a fidelização do consumidor que, diante de uma boa experiência de compra, passa a adquirir mais produtos e serviços.

Tipos de pagamento mobile

São vários os tipos de pagamento mobile disponíveis hoje no mercado. Uma das soluções é a chamada NFC (Near Field Communication), uma tecnologia sem fio em que o pagamento é feito por aproximação. Basta aproximar o smartphone da maquininha de cartão e validar a transação por meio de biometria, senha ou reconhecimento facial.

Outra possibilidade, já mais difundida por aqui, é o QR Code. A empresa cria um código de barras bidimensional para seu produto ou serviço e o cliente faz a leitura usando o celular. Muito simples e rápido. Tanto é que, durante a pandemia do novo coronavírus, muitas personalidades recorreram a esse recurso para obter doações durante suas lives.

A carteira digital é outra proposta apresentada por fintechs. O usuário guarda o valor desejado nessa carteira virtual e vai utilizando os recursos para pagamentos e outras transações financeiras. Com essa solução, o valor vai de uma conta para outra imediatamente e não há necessidade de ter conta em banco.

No caso da Start Pay, outra vantagem para o cliente é a possibilidade de receber de volta parte do valor gasto. Conhecido como cashback, esse programa de recompensa devolve ao consumidor parte do dinheiro gasto em lojas credenciadas ou dá a ele créditos para as compras seguintes. O aplicativo tem parceiros de destaque em vários segmentos, como Amazon, Nike, Netshoes, Carrefour, Drogaria São Paulo, E-vino, Drogasil, John John, Brastemp, Livraria Saraiva, C&A e Motorola.

Como vimos, são muitas as vantagens de se oferecer pagamento mobile para os clientes, não é mesmo? Se você se interessou e deseja mais informações sobre como credenciar seu estabelecimento e proporcionar essa experiência inovadora para seu público, entre em contato com a gente! Vai ser sucesso!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui